Tag

mães pelo mundo

Browsing

Depois de tantas mães portuguesas por esse mundo fora, está na altura de ouvirmos uma mãe em Portugal. E só podia ser a Susana, claro, com a sua ironia do costume. Texto: Susana Almeida Ilustração: Rita Nasci em Portugal há 37 anos, na outra margem do Tejo, a que alguns totós chamam de deserto. Nunca tive vontade genuína de sair de Portugal, já disse muitas vezes que este país é uma merda, que qualquer dia vamos mas é pegar nos miúdos e sair daqui, mas não passa de conversa da boca para fora, de quem tem os pés bem presos ao chão desta terra. (Ter medo de andar de avião também ajuda a não sair daqui.) Aqui nasci, aqui cresci, aqui casei, aqui tive os meus filhos e aqui tento (sobre)viver e educar os meus filhos. Sobre criar filhos em Portugal Se tivermos os avós e tios por perto, aquela ajuda…

A Ana está na Holanda, Joana foi para a Irlanda, a Diana rumou a Macau, a Teresa está em França, a Andreia e a Maria foram para a Suíça, a Sílvia foi para Moçambique, a Rita escolheu a Bélgica para emigrar, a Mafalda foi para a Suécia, a Sofia para o Qatar, a Irene foi para o Brasil, a Rute foi parar a Inglaterra e a Marisa escolheu o Luxemburgo. São portuguesas a trabalhar e a criar filhos noutros países, e que nos contam as diferenças entre lá e cá. Texto: Ana de Almeida Ilustração: Rita “Uma grande amiga veio para Amesterdão fazer um estágio e eu vim visitá-la. Era Dezembro, estava muito frio e cinzento. E eu, mesmo assim, apaixonei-me pela cidade. Sempre tive vontade de sair do país e viver essa experiência.” Ana vive em Amesterdão há seis anos: “Na altura estava com 27 anos e trabalhava numa agência de comunicação de Lisboa. Não…

A Joana está na Irlanda, a Diana rumou a Macau, a Teresa está em França, a Andreia e a Maria foram para a Suíça, a Sílvia foi para Moçambique, a Rita escolheu a Bélgica para emigrar, a Mafalda foi para a Suécia, a Sofia para o Qatar, a Irene foi para o Brasil, a Rute foi parar a Inglaterra e a Marisa escolheu o Luxemburgo. São portuguesas a trabalhar e a criar filhos noutros países, e que nos contam as diferenças entre lá e cá. Texto: Joana Henriques Ilustração: Rita Joana chegou à Irlanda há 7 sete anos. A ideia era apenas ganhar experiência profissional durante um ano mas nunca mais voltou.  “Estava muito frustrada com a minha prospecção de carreira em Portugal. Ordenado baixo, sem meio de evoluir. Comecei a pesquisar ofertas no estrangeiro e acabei por vir para a Irlanda.  Fiz uma entrevista por telefone e outra presencial e vim trabalhar na…

A Diana rumou a Macau, a Teresa está em França, a Andreia e a Maria foram para a Suíça, a Sílvia foi para Moçambique, a Rita escolheu a Bélgica para emigrar, a Mafalda foi para a Suécia, a Sofia para o Qatar, a Irene foi para o Brasil, a Rute foi parar a Inglaterra e a Marisa escolheu o Luxemburgo. São portuguesas a trabalhar e a criar filhos noutros países, e que nos contam as diferenças entre lá e cá. Texto:Diana Oliveira Ilustração: Rita Chegou a Macau há seis meses, com o marido e a filha, através da empresa onde trabalhava em Portugal, onde é consultora na área de tecnologias de informação:  “Surgiu uma vaga para integrar a equipa na filial de Macau. Não hesitei e mudámos a nossa vida em 3 semanas!” Criar a filha longe de casa é difícil, principalmente por não ter uma estrutura familiar que a apoie. Mas tudo isso…