Tag

dicas

Browsing

Sair de casa de manhã, a tempo e horas, pode transformar-se numa calamidade. Despachar os putos, tratar de nós, agarrar em tudo e não esquecer o almoço ou o lanche é hercúleo. Mas não precisa de ser. Texto: Diana Ilustração: Rita Todas as manhãs é a mesma coisa: os putos não querem acordar, depois é preciso vesti-los, antes disso escolher a roupa, essas meias não, as outras, não quero essa saia, quero calças, não gosto desses sapatos, dar -lhes o pequeno-almoço é como negociar com reféns, preparar as marmitas é um desespero e às vezes acabam por ficar em cima da bancada da cozinha. O relógio não pára, a mãe e o pai ainda nem sequer tomaram banho, raios partam, e quando finalmente deixam os miúdos na escola ainda têm de enfrentar o trânsito para o trabalho. Às vezes, só para tornar tudo mais divertido, há um dos putos que…

O que fazer quando um filho desmaia ou corta um dedo? A Rita já passou por isso e conta-nos tudo. Falámos com duas super enfermeiras que nos deram algumas dicas. Texto e ilustração: Rita Das duas primeiras vezes que a minha filha se magoou, tenho de ser franca comigo e com vocês, fui um fiasco como mãe enfermeira. Em ambas as ocasiões estávamos em casa e por sorte o pai estava presente, foi ele que tomou sempre conta da ocorrência. Normalmente tenho a tensão baixa e não fazia ideia que tinha esta tendência para cair para o lado quando vejo a miúda magoada (ou sangue). Primeiro começo por sentir uns suores frios, depois começo a ver pontos brancos e brilhantes (as famosas estrelinhas na banda desenhada) e nesse momento tenho de pôr a cabeça para baixo sob o risco de me tornar a segunda baixa. Ou seja torno-me inútil, só…

Todas as coisas que a nossa cara metade habitualmente faz, teremos de ser nós a fazer. Não há aquela prática “tu fazes o jantar, eu brinco com ela”, “eu estendo a roupa, tu dás o banho”, “vais tu às compras enquanto eu a vou buscar à escola”. Isso acaba por uns dias. Quem fica faz as tarefas dos dois.

Com o Natal vêm os cerca de 352 anúncios de televisão de brinquedos super divertidos para se encherem de pó nos quartos dos petizes. Há brincadeiras tão imbecis que nem percebemos como é que há alguém que as compra. Texto: Diana Ilustração: Rita É Natal, é Natal. Oba. A árvore está feita, as luzes estão ligadas e com sorte os enfeites vão-se aguentando nos ramos do pinheiro falso. O problema são os presentes, as prendas, como nós por aqui dizemos. Nos canais de desenhos animados, que infelizmente estão (quase) sempre ligados cá por casa, os anúncios de brinquedos sucedem-se, nos intervalos dos bonecos, deixando a minha filha de boca aberta. E a mim. Fico estupefacta com a quantidade de brinquedos horrorosos que hoje existem e que, espero, nunca venham parar cá a casa. Nenuco: Há o “dorme comigo”, que traz um berço para juntar à cama da criança, o que…

A desculpa de não ter tempo para estar com a pessoa com quem decidiram ter um filho, não pega sempre. Há que arranjar tempo, até porque há coisas giras para fazer que não implicam sofá. Texto: Diana Ilustração: Rita Para sair de casa é necessária uma certa dose de esforço. Sem isso, o mais provável é acabar no sofá a ver uma série e a adormecer 5 minutos depois. Não que haja algum mal nisso, mas de vez em quando convém animar as coisas. Já vos demos dicas de como não deixar morrer a chama depois de ter filhos, agora é altura de descobrirem coisas diferentes para fazerem juntos. Nós ajudamos. Dançar: não falamos de ir sair à noite (embora o possam fazer) mas de terem aulas de dança juntos. Ou uma aula de dança. Qualquer coisa parva e bem pirosa que vos faça rir. Cozinhar: com a quantidade de workshops de…

Toda a gente fala de pegada ecológica e sustentabilidade, seja por causa do aquecimento global, do acordo de Paris, da cimeira de Marraquexe, dos documentários da National Geographic e (claro) também por causa do Leonardo DiCaprio. Ser bio-eco-ambientalista é fixe mas para quem tem filhos, especialmente bebés, reduzir o rasto de lixo nem sempre é fácil. Texto e ilustração: Rita Partilhemos dicas, há muita coisa que se pode fazer. Se acabaste de ter um bebé, usar fraldas reutilizáveis parece ser a coisa mais óbvia para quem quer poupar dinheiro e o planeta. Segundo a Quercus, em dois anos e meio um bebé produz uma tonelada de fraldas que vão parar ao aterro. Multiplicando isto pelos bebés todos… é fácil chegar a números grandes e concluir que os bebés são poluidores excepcionais. Apesar de optar pelas fraldas de pano ser um contributo incrível para o planeta, se não tiveres personalidade para lavar…

Há tantas coisas no mundo que gostaríamos de lhes ensinar. Dizer-lhes que cortar a própria franja parece fácil, mas não é, que quando se tem dúvidas o melhor é perguntar à mãe e que a coragem vale mais que o dinheiro. Texto: Rita e Diana Ilustração: Rita Rita: Nunca cortes a tua franja sozinha. Não saias com um tipo que não sabe cozinhar. Luta pelos teus direitos. Continua a lutar. Mais um bocadinho (desculpa, não se pode parar). Se tiveres oportunidade aprende a fazer uma horta, cozinha os teus legumes e apanha os teus frutos e as tuas ervas aromáticas. Sê implacável nas cobranças. Lê, informa-te. Vota (mas por favor não votes em pessoas que digam coisas do tipo “grab’em by the pussy”). Desenvolve o espírito crítico. Defende os teus ideais. Aprende a montar uma tenda. Passa tempo a observar o mar, o sol, as nuvens, a areia, as árvores e se…

As resoluções de ano novo ainda estão longe mas já as conseguimos ver. Para ser feliz não é preciso muito e às vezes só precisamos de uma ajuda. As coisas simples importam, querem ver? Texto: Diana Ilustração: Rita Ouvir o CD preferido de quando éramos adolescentes: as memórias são importantes e podem levar-nos a tempos felizes, de quando dançávamos até tarde, sem uma preocupação no mundo. Sejam essa miúda durante umas horas. Fazer uma viagem: passear em cidades que não se conhece ou ir para a praia sem ser na Costa da Caparica, num sítio onde não há ondas e a água é quente. Tirar 750 fotografias que depois ficam para sempre no computador (ou telemóvel), mas não faz mal. Mudar qualquer coisa em casa: pode ser uma nova planta, um móvel arrastado para outra parede, a disposição do sofá, ou uma jarra nova. Uma manta no sofá, ou uma…

Temos truques dos bons para tornar a vossa vida mais fácil. Não prometemos que deixem de andar a correr, mas certamente que terão um pouco mais de tempo e organização. ora essa, não precisam de agradecer. Texto: Diana Ilustração: Rita Chega de correrias, chega de atrasos e de esquecimentos. Os miúdos têm piscina e mais uma vez faltaram porque se esqueceram? Não há comida no frigorífico porque não houve tempo de ir às compras? Tudo isso pode ser resolvido com um pouco de organização. Mas até a organização é difícil de organizar, e é para isso que estamos aqui. Temos três soluções supimpas que vão mudar a vossa vida. Esperamos nós. 1.Quadro em ardósia: Podem comprar um à antiga ou pintar um pedaço de parede na cozinha com aquela tinta de ardósia. A ideia é todos contribuirem para a lista das compras. Assim que alguém acabar algum alimento, detergente, champô,…