Tag

crianças

Browsing

Há anos que parecem séculos mas este pareceu-me tão curto como uma estrela cadente. Foi um ano de maternidade caótica mas pacífica, desorganizada mas feliz, cheia de erros mas orgulhosa. Percebi isso quando encaixei a vida em cinco segundos.  Texto e ilustração: Rita Estava eu na sala, rodeada de uma grande confusão, brinquedos pelo chão, bocados de tecidos, papelinhos cortados em 1000 bocados, canetas de feltro sem tampa, enfim um enorme caos criativo, pré-festa, quando a minha filha me diz com um ar muito convencido e sabedor que por dentro somos feitos de osso e carne. Carne de frango. Fiquei estupefacta a olhar para as sardas dela e nesse momento caiu-me uma bigorna de ferro na cabeça: uma resposta de quem tem quase cinco anos! Aos cinco anos sabemos e dizemos estas coisas preciosas. Sabemos que por dentro somos feitos de carne de frango, que o super-homem vive disfarçado na nossa rua e sabemos que os animais…

Toda a gente está familiarizada com este tipo de análise científica da personalidade, correcto? Mas já experimentaram fazer a dos vossos filhos? Nunca, pois não? Então vamos convidá-las/los a esse erudito exercício. Repassemos o zodíaco a pente fino: Texto: Amãestrólica Ilustração: Rita Aquário: Frescos e leves como a água, estes miúdos são alegres e bons de levar. Excepto quando metem alguma coisa na cabeça, aí está tudo estragadinho e não há feitiço que nos acuda. Teimosos que nem gado caprino, o melhor é não dar muita importância às alturas em que se viram do avesso – o melhor é concentrarem-se nas coisas boas. São curiosos e adoram experiências novas. Ou não. É conforme dormiram. Principal característica: birras. Peixes: as esponjas do zodíaco infantil. Topam tudo, por isso esqueçam aquela ideia de falar sobre eles com terceiros enquanto eles brincam ao lado com legos. Eles estão ligados. O humor matinal e as explosões emocionais podem…

A imaginação ingénua é das coisas que mais gosto na infância da minha filha, surpreendo-me e questiono-me onde irá ela desencantar estas ideias. Só à hora de deitar é que pode ser mais trabalhoso. Por vezes há bruxas ou monstros atrás das portas, e se dormir normalmente já é difícil, quanto mais quando a casa está povoada de criaturas de outros mundos.

Todas as coisas que a nossa cara metade habitualmente faz, teremos de ser nós a fazer. Não há aquela prática “tu fazes o jantar, eu brinco com ela”, “eu estendo a roupa, tu dás o banho”, “vais tu às compras enquanto eu a vou buscar à escola”. Isso acaba por uns dias. Quem fica faz as tarefas dos dois.