Foto de Joanie Simon

Texto: Diana

Se alguém tiver dicas para facilitar as refeições semanais, não se acanhem e partilhem-nas connosco. Eu, não sendo uma rainha da cozinha, nem tendo sempre paciência para cozinhar, gosto de ter tudo mais ou menos encaminhado durante a semana para poder chegar a casa e relaxar um bocado, desligar os fusíveis do cérebro, antes de começar a despachar comida e crianças. Às vezes até consigo ler na varanda, vejam bem a loucura.

E qual é o enorme segredo que não é segredo nenhum? Cozinhar um pouco mais ao domingo e fazer sempre acompanhamentos a mais. Nem que sejam massas de espiral: dão um jeitão para pôr numa salada.

Outra das coisas que costumo fazer é arranjar duas alfaces (uso roxa e francesa) e guardá-las prontas a consumir numa caixa grande, juntamente com cebola às rodelas e cenoura às tiras (ou rodelas finas feitas na mandolina). Depois é só ir tirando de lá e juntá-las com espinafres baby que compro de pacote e guardo também numa caixa, com atum, ovo, azeitonas, o que quiserem. Basicamente é como ter aqueles pacotes de alface já pronta a comer, mas mais barato e a durar muito mais. E muito mais suculenta. Também costumo ter brócolos cozidos numa caixa (uso dos congelados para não ter trabalho a arranjar e lavar) para usar sempre que precise.

Dicas para organizar as refeições da semana:

  • Fazer panquecas para toda a semana. Elas aguentam no frigorífico e dá para os miúdos e para os crescidos. Pequeno almoço despachado. Também dá para lanche a meio da manhã.

Ingredientes:

125g de farinha de espelta ou de aveia (ou ambas)
250ml de bebida vegetal (ou leite)
1 ovo
1 pitada de sal
2 colheres de sobremesa de óleo de côco
2 colheres de sobremesa de açúcar de coco ou xarope de tâmara (ou outro a vosso gosto). Podem juntar cacao em pó, raspa de laranja, o que quiserem.

Misturar tudo e numa frigideira, com um pouco de óleo de côco, ir deitado com uma concha. Quando as bolhinhas pararem de se formar, está na hora de virar. Se forem muitos em casa, dobrem a receita.

  • Fazer alguns acompanhamentos para só se preocuparem com o prato principal. Eu faço massa integral de espirais ou às cores. batata doce no forno e cuscous. Ao cuscous junto maçã aos cubos e amêndoas, salteando tudo numa wok e termino com sumo de limão. Fica ótimo e não precisa depois de ser aquecido se não quiserem. A batata doce fica sempre boa, mesmo aquecida no microndas.
  • Fazer bolonhesa cheia de vegetais. Eu junto cenoura, courgette,  tomate, alhos e cebolas, tudo triturado na Bimby. Depois refogo, junto a carne e um pouco de polpa de tomate (biológica e sem açúcares), manjericão e, na loucura, um pouco de vinho branco. Uso 200g de carne picada e dá para muitas refeições. Deixo umas no frigorífico e congelo outras.

Tento fazer sempre coisas no forno, porque é mais fácil e saudável. Lombos de salmão, frango, lombinhos de porco, robalos, perna de peru. Coisas que sobrem para no dia seguinte levar para o almoço no trabalho.

Claro que não comemos sempre os mesmo acompanhamentos, nada temam. Também fazemos arroz integral, batatas no forno aos palitos (tão boas) e coisas que só são boas feitas no momento. Mas saber que se tem estas coisas feitas e a postos, é meio caminho para estarmos tranquilos quando regressamos a casa e com mais tempo para fazermos o que nos apetecer.

Autor

Os comentários estão fechados.