Ah o Natal, época de família, de Toys r’ Us, de lojas Disney, luzes quentes e incomodativas, demasiados sacos e a sensação de que os miúdos  não precisam nem de metade do que compramos. 

Texto: Diana
Ilustração: Rita

Chegou aquela altura do ano em que tentamos #dartudo aos miúdos porque os pais querem sempre que os seus petizes sejam felizes e isso passa, obviamente, por tornar realidade todos os pedidos ao Pai Natal que, como sabemos, não existe. Mas eles ainda não sabem isso.

Vamos a correr para as promoções do Continente, para a fila do Toys r’ Us, para o Jumbo em busca da lista que as criancinhas fizeram, de preferência em promoção. Mas para isso é preciso acordar cedo e, quem sabe, até lutar com um ou outro pai que também quer a Base da Patrulha Pata com os cães todos, veículos e Ryder.

Prendas Natal

Este ano vamos mandar lixar todas essas intenções. Vamos dar um presente à criança (há mais família e amigos que dão sempre qualquer coisa, certo?), uma coisa da lista ao Pai Natal em vez de todas, vamos não stressar e gastar uma boa parte da fatia orçamental natalícia numa prenda para quem realmente merece: nós. Mães furiosas, que trabalham e aturam e aguentam ouvir o seu nome ser chamado de cinco em cinco minutos, raios partam isto. Que dão cabo das costas porque os miúdos acham que ainda têm de andar ao colo (digam não, mulheres, digam não mesmo que eles chorem – a vida é tramada e as coisas não são sempre como queremos e eles têm de aprender isso).

Assim, fomos à procura de coisas supimpas, giras, algumas um pouco caras (mas não muito) e que cujo lugar é junto de vocês, queridas leitoras. Venham connosco e escolham a vossa prenda, encomendem e paguem sem culpa: vocês merecem. Além disso para o ano ainda irão usar o que comprarem agora enquanto que a Base da Patrulha Pata deixará rapidamente de fazer sentido para os miúdos. Não compensa nada o investimento.

Vamos a isto? Feliz Natal.

Joalharia:

Não fiquem à espera que o vosso/a companheiro/a vos ofereça uma peça de joalharia. Não vai acontecer.

Pendente em prata e esmalte da Joana Mota Capitão. Preço: 115€:

Brincos em prata com banho de ouro de Tânia Gil. Preço: 78€:

Roupa:

Dar um descanso às Fast Fashion porque há que investir em algumas peças das boas.

Adoramos muito este casaco oversized da Bimba y Lola. Preço: 267€:

 

Skinny jeans da Levi’s para todos os tipos de corpos, dizem eles, e nós acreditamos. A cintura é subida porque já ninguém tem barriga para cinturas descaídas. Esta cor chama-se Black Sheep mas também há a Black Widow, ainda mais gira.Preço: 99€:

 

Sapatos:

Nada como ter uns bons sapatos nos pés para poder correr sem dores atrás das crianças infernais. Ou então só porque sim, que se lixem os putos.

Para quem tem em si uma rebelde à espreita, estes sapatos Dr Martens são A cena. A Spartoo entrega rápido e sem problemas e costuma ter descontos. Preço: 144€:

Para quem adora botas rasas e ao mesmo tempo quer ajudar a floresta temos as Walkest. Por cada par vendido são plantadas duas árvores. São giras, confortáveis, portuguesas e amigas do ambiente. São em pele com sola de borracha Good Year. Não há melhor que isto. Preço: 120€:

 

Decoração:

Está na altura de comprar aquele tapete ou aquela cena para a parede que sempre quiseram. Para se convencerem digam a vocês mesmas que é uma peça que passará de geração em geração.

Tapete artesanal, em algodão, português, único e com padrões feitos por ilustradores. Escolhemos este da Catarina Sobral, mas há muito mais por onde escolher. Visitem a GUR e escolham. Preço – 140€:

Peça em macramé para a parede, linda de morrer, da Cramet. Preço: 198€. Se preferirem algo menos caro, esta junção de prateleira com macramé, que pode ser mesa de cabeceira, é linda. Custa 89€.

Autor

Escreva um comentário