A saga está a chegar ao fim (ohhhhh) mas não sem antes o pai de serviço dar uns conselhos. Ora leiam.
Texto: Pai preocupado com os homens em geral e com os futuros companheiros de profissão em particular
Ilustração: Rita
Resumindo, isto de ser pai pode não ser tão complexo, elaborado e exigente como é ser mãe, mas ele há coisas que precisam ficar esclarecidas. Esta é uma lista de pequenos nadas que fazem toda  a diferença:
1. Há anos e anos que existe aquela velha frase que diz que mãe há só uma. É bem verdade, mas sabem o que é que também é verdade? É que pai há só um. Não sei se já tinham reparado nisso e parado para pensar mas se nunca o tinham feito, fica aqui a informação.
Pai ha so um
2. Quase tudo o que a mãe faz com a criança o pai também pode fazer. É que isto até pode ser levado ao limite e podemos assumir que os homens podem mesmo fazer tudo. Porque há aquele detalhe da amamentação mas é sabido que há pelo menos uma maneira óbvia e fácil de dar a volta a isso.
3. Para quando placas a sinalizar caminhos e lugares e filas prioritárias para gente com bebés mas em que a figura adulta é um homem e não uma mulher? Se não dá para desenhar um homem com barriga de grávido então façam um com um daqueles sistemas pós-modernos de transporte de crianças. Que acham disso?
4. O dia do pai bem que podia calhar ao fim de semana também. Não há mal nenhum em ser móvel, como acontece com o dia da mãe, mas quando calha a meio da semana é  uma chatice e por norma faz com que seja um dia bem menos desinteressante e faz muito pouco pela fama do pai (celebrar a um domingo é concorrência desleal, convenhamos).
5. Em quantas músicas que ficaram na história se canta a palavra “pai” ou “papá” ou semelhante? E sim, a culpa é sobretudo dos homens, que choram muito mais que as mulheres e quando o fazem chamam sempre pela mãezinha. Depois não se admirem se ninguém vos der o crédito merecido.
E apesar de tudo isto e de todas estas partidas em desvantagem, a malta não desiste e continua a achar que tudo isto é uma boa ideia. E eu vou explicar-vos porquê.