Conversar com a minha filha é melhor que ir à Disney. Uma espécie de viagem ao mundo pastilhado da Alice do País das Maravilhas, mas com mais graça. 
Texto: Diana
Ilustração: Rita
Não gosto de brincar mas adoro conversar com a miúda. Ela é engraçada, meia maluquinha, divertida e tem uma voz de menina pequenina que me aquece o coração. Ao jantar estamos sempre a falar e a fazer perguntas. Esta conversa decorreu entre garfadas de bife de peru com arroz de ervilhas e salada de espinafres. Épico.
Conversa fiada
Eu: Já imaginaste se a Elsa fosse um menino?
Ela: Não, não é, é uma menina.
Eu: Mas imagina, usa a tua imaginação. Como é que se chamaria?
Ela: Ah! Jorge.
Eu: Jorge? Porquê?
Ela: Porque sim.
Eu: E como é que o Jorge seria?
Ela: Era um menino, mas a Elsa é uma menina, faz gelo. Os meninos não fazem gelo.
Eu: Porquê?
Ela: Porque os meninos fazem fogo.
Eu: Portanto, as meninas fazem gelo e os meninos fazem fogo?
Ela: Sim. Mas a Ana não faz nada. É a irmã da Elsa. E o Hans é mau, é cocó. E é chichi e macacos e ranho.
Eu: Errrr. Ok. Olha, e se pudesses ter um poder mágico, qual é que seria? Eu, por exemplo,  se pudesse ter um poder mágico seria o de ser invísivel. Ninguém me conseguia ver. E tu?
Ela: Eu queria o da Elsa. Porque eu tenho um vestido da Elsa e a coroa. É por isso que eu quero.
Eu: Sim, mas se pudesse escolher entre voar, ser forte como um monstro, fazer gelo ou conseguir transformar tudo em cor de rosa. O que escolhias?
Ela: Gelo.
Eu: E o que é que fazias com o teu gelo?
Ela: Ia congelar tudo.
Eu: Tudo? Até a mim?
Ela: Sim! E o pai também. Eu queria ter o vestido da Bela.
Eu: Porquê?
Ela: Porque não tenho.
Eu: Mas gostas de amarelo?
Ela: O amarelo é tão bonito como o esparguete e o sol.
Eu: Gostas mais do sol ou do arco-íris?
Ela: Gosto de tooooodas as coisas do céu. E de todas as princesas do mundo.
Eu: Todas? Uau. E olha, já viste uma estrela do mar?
Ela: Não.
Eu: E gostavas?
Ela: Sim. E gostava de pescar.
Eu: Um peixinho?
Ela: Sim.
Eu: E o que fazias com o peixinho?
Ela: Comia.
Eu: E não tinhas pena?
Ela: Não. E o peixinho tinha pena?
Eu: Acho que não.